Home PST Perguntas frequentes
Perguntas frequentes
Perguntas frequentes

O que significa PST?
É o acrônimo de Pulsed Signal Therapy, uma nova tecnologia para o tratamento de lesões crônicas e doenças degenerativas do sistema músculo-esquelético.


Como funciona a tecnologia PST?
Seu princípio científico consiste, apenas, em imitar os sinais elétricos de regeneração emitidos pelo próprio corpo, estimulando os processos de reparo e cura das articulações, cartilagens e tecidos afetados.


Existem sinais elétricos nas articulações?
Sim. Assim como, por exemplo, existem no cérebro e nos músculos do coração. Os impulsos elétricos das articulações enviam os sinais que estimulam as células das cartilagens (condrócitos) a produzirem os materiais adequados para a sua constante renovação (colágeno do tipo apropriado, além de proteínas como proteoglicanos e glicosaminoglicanos).


Como esses pulsos elétricos são produzidos pelo corpo?
Pela movimentação das articulações. A cartilagem age como uma esponja que absorve e libera o líquido sinovial. Daí, a cada ciclo do movimento, cargas elétricas positivas existentes na substância sinovial aproximam-se e afastam-se da matriz cartilaginosa, que tem carga negativa. Essa movimentação de aproximação e afastamento de cargas elétricas é a causa do aparecimento dos pulsos eletromagnéticos.


Se uma articulação não pode se movimentar, os impulsos param? Que faz então a PST?
Sim. Numa articulação traumatizada ou atingida por Artrose, com a movimentação comprometida, os sinais vão se atenuando com o passar do tempo, causando a falta de reposição dos materiais que formam as cartilagens.
Portanto, numa articulação atingida pela Artrose ou trauma, PST estimula a produção dos materiais por meio da emissão de impulsos adequados, que são recebidos como se fossem produzidos pelo próprio corpo. Conseqüentemente, o ciclo vicioso da perda de cartilagem é interrompido e se dá início ao processo de reparo da articulação.


Quais são as principais indicações da PST?
A PST é recomendada no tratamento de artroses, síndromes dolorosas agudas da coluna vertebral, tendinopatias, nos traumas e lesões do sistema locomotor causados por acidentes e/ou esforços repetitivos e como adjuvante no tratamento das doenças reumáticas.


Como a Terapia PST é aplicada?
A Terapia é realizada em 9 sessões, em dias consecutivos, cada uma com uma hora de duração. Algumas patologias requerem 12 sessões. Pode ser realizada apenas uma sessão por dia. Em alguns casos, permite-se a realização de duas sessões ao dia, com um intervalo mínimo obrigatório de 5 horas entre cada sessão.


A PST causa dor?
A Terapia PST é indolor. Alguns pacientes podem sentir uma sensação de formigamento e/ou aquecimento na região que está sendo tratada, assim como experimentar um aumento temporário da dor durante o tratamento. Isto é considerado um sinal positivo, devido à resposta do organismo à estimulação da Terapia. Muitos pacientes, entretanto, podem sentir a redução da dor e melhoria na mobilidade e funcionalidade da região tratada já durante a aplicação da Terapia.


Quais são as vantagens da PST?
A terapia PST engloba as seguintes conquistas:

  • É uma terapia não invasiva
  • É silenciosa e indolor
  • É isenta de efeitos colaterais
  • É eficiente, podendo apresentar resultados tanto em curto como em longo prazo.

Quais os resultados da PST?
Estatisticamente, 70% ou mais dos pacientes submetidos a PST apresentam melhora significativa em 3 aspectos clínicos: redução na intensidade da dor, na freqüência da dor e aumento na mobilidade articular.


Em quanto tempo se pode avaliar o resultado da PST?
A grande maioria dos pacientes sente uma melhora inicial entre a 5ª e 9ª sessão do tratamento. No entanto, em termos de resultados concretos, estatisticamente, estes ocorrem da seguinte forma: 90% dos pacientes, entre o 2º e 3º mês após a conclusão da terapia; os restantes 10% entre o 4º e 6º mês.
As avaliações iniciais devem ocorrer entre a 6ª e 8ª semanas após a conclusão do tratamento.


O que acontece quando PST não dá resultado?
Não há nenhuma piora em relação ao estado inicial. Não existem efeitos colaterais.


Posso tratar de duas articulações simultaneamente?
Somente ombros e quadris são tratados simultaneamente, visto serem articulações interconectadas. O mesmo não ocorre com as articulações dos membros (braços e pernas). Assim sendo, a terapia PST não é eficaz no tratamento simultâneo dos dois joelhos, de ambos os pés, de ambas as mãos e assim por diante. (Esse fato foi constatado experimentalmente pelos pesquisadores bem antes da PST ter sido lançada comercialmente na Alemanha, em 1996).
Nesses casos, deve-se iniciar o tratamento pela articulação mais problemática e completar todas as sessões. Somente depois de completado o primeiro tratamento deve-se iniciar um segundo na outra articulação.


Com que frequência tem-se que fazer a terapia PST?
Os programas de verificação da permanência dos resultados feitos na Europa demonstram que os efeitos positivos do tratamento mantêm-se por um prazo de 24 a 30 meses em 77% dos casos tratados. Os restantes 23% podem conseguir novamente recuperar os efeitos positivos mediante a realização de reforços de 3 sessões de terapia se se verificar um aumento da sintomatologia.
Contudo, é frequente que o mesmo paciente trate de outras articulações ao longo do tempo.


É necessário receita para fazer a terapia PST?
Sim. A prescrição médica é necessária para que a terapia seja aplicada.


PST é autorizada pela Vigilância Sanitária/ Ministério da Saúde?
A empresa Bio Magnética Equipamentos Ltda. está registrada na ANVISA/MS sob o número 8.01615-8, e os equipamentos PST também estão devidamente registrados. Para consultar os registros clique em Registros ANVISA/MS.


PST é coberta pelos convênios médicos?
Não. Os pacientes são atendidos como particulares nas Clínicas que dispõem do licenciamento para a aplicação da terapia.


Posso continuar a tomar meus remédios durante a PST?
Seu médico saberá aconselhá-lo sobre quando parar ou não de tomar as medicações.


PST é medicina com base ou é uma terapia alternativa?
PST é o resultado de pesquisas iniciadas nos anos 80 e comprovada cientificamente através de dezenas de publicações internacionais. Foi lançada comercialmente na Alemanha em 1996 e está sendo adotada progressivamente em dezenas de países.
PST é, portanto, medicina avançada, constituindo-se frequentemente na melhor — aí sim — alternativa frente a uma perspectiva de intervenção cirúrgica ou de uma situação de intolerância a medicamentos.


Como e quando PST apareceu no Brasil?
Em outubro de 2002, PST foi apresentada pela primeira vez aos médicos brasileiros durante o 34º Congresso de Ortopedia e Traumatologia, promovido pela Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (SBOT), em São Paulo.


PST serve "só" para o tratamento da Artrose?
Se examinarmos as informações adicionais contidas na literatura, verificaremos que uma série de outras patologias têm sido tratadas com sucesso por PST. Note, entretanto, que tais resultados, apesar de auspiciosos, são circunstanciais.


Quais outras lesões ou patologias já são tratadas com PST?
No livro Pain Management - A Practical Guide for Clinicians, capítulo 57, constam resultados positivos porém, em muitos casos, circunstanciais. Consulte a informação completa em Estudos Científicos.
Lá são citados: Traumas Agudos do Esporte, Zumbido de Ouvido (Tinnitus), Disfunções da Articulação Temporo-mandibular (ATM), Doenças Peridontais, Síndrome do Túnel do Carpo (Pulso), Tendinites e Danos aos Ligamentos, Osteoporose, Necrose Asséptica, Necrose Avascular, Fibromialgia, Ciática, Metatarsalgia, Enxaqueca, Dores na Coluna e no Pescoço, Contratura de Dupuytren e outras patologias.

 


Termo de Uso

"As informações  encontradas  no site estão de acordo com padrões vigentes à época da publicação. Mas as constantes mudanças na Medicina, resultantes das pesquisas clínicas, as diferentes opiniões entre especialistas,  e os aspectos peculiares de situações individuais, implicam na necessidade por parte do leitor, de exercer seu melhor julgamento ao tomar decisões. Em particular, o leitor é solicitado a discutir a informação obtida neste site com um profissional da saúde, sendo que este site de informação não pode e nem deve substituir uma consulta médica."

Dr. José Eid - CRM SP 43653 - TEOT 3151

PST

PST - Pulsed Signal Therapy - é uma terapia que estimula a regeneração da cartilagem pela ação de um campo magnético específico.

É um campo unidirecional pulsante, de baixa intensidade, com ondas retangulares que variam no tempo de forma complexa...

Clique aqui para saber mais